noam

NOAM CHOMSKY, O NOME DA VEZ. LEIA ALGUMAS DE SUAS IDEIAS

Avram Noam Chomsky é um linguista, filósofo, sociólogo, cientista cognitivo, comentarista e ativista político norte-americano, reverenciado em âmbito acadêmico como “o pai da linguística moderna”, também é uma das mais renomadas figuras no campo da filosofia analítica.

Seu nome está sendo vastamente difundido nesses tempos atuais por sua visão sobre o SINDICALISMO e a descrição do TERRORISMO:

SINDICALISMO, DESIGUALDADE E MEIO AMBIENTE

“O movimento trabalhista tem sido vanguarda, tanto na mudança social progressista quanto na transformação social. Os poderosos, e aqueles que cumprem suas ordens, sabem disso muito bem. Quando (o presidente americano Ronald) Reagan e (a primeira-ministra da Inglaterra Margaret) Thatcher lançaram o ataque neoliberal sobre a população, seus primeiros atos foram no sentido de atacar os sindicatos. Para que o ataque tivesse sucesso, foi necessário destruir os meios primários que os trabalhadores usam para se defender e para defender a sociedade. Hoje, muitos dos mais respeitados economistas dizem que a destruição dos sindicatos é o principal fator que originou esta imensa desigualdade social criada nos últimos quarenta anos.Seu nome está em todos os debates importantes no mundo político e social, abalizando ideias e referendando defesas e ataques nas principais salas de reuniões da Terra.”

“O capitalismo descontrolado, quase por definição, produz duas crises: o aumento da desigualdade e a destruição do meio ambiente. Não somente por causa de sua dinâmica operacional, mas também porque o aumento do poder econômico permite aos poderosos da economia minar a democracia. Cada vez eles ficam mais poderosos e já se tornaram “os principais arquitetos da política” nos governos, usando o poder do Estado a favor de seus próprios interesses. Extirpar as raízes dessas duas crises — uma destrutiva, a outra letal — é a tarefa do movimento para criar um futuro para o bem comum.”

“Regiões, e mesmo indivíduos, podem e deveriam encontrar seu próprio caminho para um futuro melhor. Mas os problemas são internacionais. Eles não têm fronteiras. Somente através de uma solidariedade internacional podemos pensar em ter alguma esperança de superar as crises que nos confrontam hoje e, assim, poderemos nos mover para um futuro melhor.”

É inspirador o que os jovens vêm fazendo, e suas ações deixam uma lição cruel. Quando Greta Thunberg se dirige a nós dizendo: “Vocês nos traíram”, ela está certa. E nós deveríamos ouvi-la. É vergonhoso que gerações mais velhas tenham tolerado este caminho para o colapso social e o suicídio das espécies, de fato até estimulando isso. É vergonhoso que os jovens tenham de liderar um movimento para superar os danos severos que nós causamos.

TERRORISMO

Chomsky considera o terrorismo de Estado como um problema mais relevante do que o terrorismo praticado por grupos políticos dissidentes.[29] Ele distingue claramente entre o ato de matar civis e o ato de atacar pessoal militar e suas instalações. Ele afirma: “assassinato de civis inocentes é terrorismo, não guerra contra o terrorismo”.[30]

“Primeiro, temos o fato de que o terrorismo funciona. Ele não falha. Ele funciona. Violência geralmente funciona. Essa é a história do mundo. Em segundo lugar, é um erro de análise muito sério dizer, como comumente é dito, que o terrorismo é a arma dos fracos. Como outros meios de violência, ela é, surpreendente e principalmente, na verdade uma arma dos fortes. Tem-se como verdade que o terrorismo é principalmente uma arma dos fracos porque os fortes também controlam os sistemas doutrinários e estes afirmam que o terror dos fortes não conta como terror. Agora, isso está perto de ser universal. Eu não consigo achar uma exceção histórica, mesmo os piores assassinos em massa viam o mundo desta maneira. Veja o caso dos nazistas. Eles não estavam a realizar terror quando estavam ocupando a Europa. Eles estavam a proteger a população local do terrorismo dos partisans. E, à semelhança de outros movimentos de resistência, o que existia era terrorismo. E o que os nazistas estavam a praticar era o contra-terrorismo.”

Sobre o Hamas e o Hizbullah, declarou, numa entrevista de 2006:

“Os Estados Unidos consideram o Hizbullah uma organização terrorista, mas o termo ‘terrorismo’ é usado pelas grandes potências simplesmente para se referir a formas de violência que elas desaprovam. Os EUA estavam, é claro, apoiando as invasões israelenses e a ocupação do sul do Líbano. O Hizbullah foi fundamental para expulsá-los, por isso, por essa razão eles são uma organização ‘terrorista’ (…) Eu sou contra as políticas do Hamas em quase todos os aspectos. No entanto, devemos reconhecer que as políticas do Hamas são mais próximas e mais propícias a uma solução pacífica do que as dos Estados Unidos ou de Israel. Então, para repetir: as políticas, a meu ver, são inaceitáveis, mas preferíveis às políticas dos Estados Unidos e Israel.”[31][32]

Governo dos Estados Unidos

Chomsky tem sido um crítico coerente e contundente do governo norte-americano. Em seu livro 9-11, uma série de entrevistas sobre os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, ele afirma, como já tinha afirmado antes, que o governo dos Estados Unidos é o estado terrorista líder, nos tempos modernos.

Chomsky é também conhecido pelas suas posições políticas de esquerda e pela sua crítica à política externa dos Estados Unidos. Chomsky descreve-se como um socialista libertário. Identifica-se com aquilo que é modernamente compreendido como “anarcossindicalismo”, havendo também quem o associe ao anarcocomunismo ou ao comunismo de conselhos.

 

Compartilhe com um amigo

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Agenda de convergencia
Cenibra
Sindcomércio Vale do Aço
Cenibra 3
AAPi
WR
Unimed
Usiminas
Cenibra 02
Usisaude 2
Usisaude 1
Usisaude 3
Cenibra 105 mil
Agasalho 2022