Aula Inaugural Curso Operadora Siderúrgica, realizado pela Fundação Aperam (3)

INSTITUTO DO INOX PROMOVE AULA INAUGURAL DE OPERADORA SIDERÚRGICA

A qualificação gratuita de Operadora Siderúrgica Soldadora teve início nesta segunda-feira (04/12), no Centro de Formação Profissional da Aperam. A iniciativa realizada pela Fundação Aperam Acesita, por meio do Instituto do Inox, integra o programa de Inclusão & Diversidade da Aperam.

Ao todo, foram selecionadas 45 mulheres, sendo 12 para o curso de Operadora Siderúrgica Soldadora que teve início ontem. Outras 21 mulheres vão iniciar o curso de Manutenção Mecânica no dia 26 deste mês. Em fevereiro, começa a segunda turma para Operadora Siderúrgica Soldadora, com 12 selecionadas. Os cursos são gratuitos e voltados exclusivamente para mulheres (inclusive trans).

Daniela Patrícia Soares de Toledo Santos, moradora do bairro João XXIII, em Timóteo, atua como manicure e artesanato em crochê. Ela viu no curso de Operadora Siderúrgica a oportunidade de obter um emprego formal. “A Aperam ensina valores que aprendi com meu avô e meu pai e hoje vejo meu marido ensinar para minha filha. Tenho a expectativa de também aprender com quem trabalha na empresa, além de ser uma oportunidade única de entrar para o mercado de trabalho, principalmente, na área industrial”, destacou.

Ana Luíza Carvalho é auxiliar de Serviços Gerais e reside no bairro Macuco, em Timóteo. Esta foi a segunda vez que tentou fazer o curso para alcançar o sonho de trabalhar em uma indústria. “Quando vi que o curso era voltado apenas para mulheres, me enchi de esperança. Desejo me formar e tentar uma vaga nesta área no mercado de trabalho. Com essa oportunidade a empresa mostra que não tem preconceito de que só homem pode trabalhar na usina, nós também”, comentou.

Segundo Venilson Vitorino, presidente da Fundação Aperam Acesita, a capacitação oferece uma formação sólida para fortalecer a presença das mulheres no mercado de trabalho. “Esta será uma jornada de aprendizado em conjunto. Uma troca de saberes e oportunidades, de união de todas em prol do conhecimento. Serão mais de três meses de muito aprendizado. A comunidade e o mercado de trabalho se beneficiam com iniciativas como essa”, frisou.

O diretor diretor de Gente e Gestão da Aperam, Rodrigo Heronville, reforçou a importância do programa de inclusão e diversidade na cultura da empresa. “São 79 anos de história em transformação para tornar a Aperam uma empresa inclusiva, psicologicamente segura e diversa contribuindo para a construção de um mundo melhor de forma sustentável e corajosa. É a força da nossa mistura que nos mostra que estamos no caminho certo e este curso é uma prova de que somos capazes de nos transformarmos”, destacou.

Preparação para o mercado
A capacitação Operadora Siderúrgica Soldadora está alinhada às necessidades do mercado siderúrgico do Vale do Aço, para o processo de soldagem. Com carga horária de aproximadamente 220 horas, o conteúdo inclui conhecimentos institucionais básicos sobre saúde e segurança, desenvolvimento das relações humanas, desenvolvimento técnico oxicorte (maçaricos) e desenvolvimento técnico em soldagem (Eletrodo Revestido).

A qualificação em Manutenção Mecânica vai capacitar as mulheres participantes para atuar na siderurgia da região. O programa inclui conhecimentos sobre saúde e segurança e desenvolvimento das relações humanas, além de desenvolvimento técnico em metrologia dimensional, desenhos, tecnologia, ferramental, conjuntos mecânicos, hidráulica básica, pneumática, lubrificação básica, ajustes e tolerâncias e máquinas rotativas e desenvolvimento técnico em soldagem (Eletrodo Revestido) com carga horária prevista de 220 horas de qualificação.

Compartilhe com um amigo

Facebook
WhatsApp
Email