DOAÇÃO DE SANGUE

HOJE É O DIA NACIONAL DO DOADOR DE SANGUE

No próximo sábado, 25 de novembro, comemora-se em todo o país o Dia Nacional do Doador de Sangue. A data faz referência àqueles que, de forma voluntária, apresentam-se como generosos participantes desta ação, além de servir para sensibilizar a todos quanto à importância do gesto. A doação de sangue é um ato voluntário que pode ajudar a salvar muitas vidas, uma única bolsa doada pode ser usada em até quatro pacientes.

Nesse contexto de solidariedade, a Prefeitura de Ipatinga, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), conta com uma equipe qualificada que é mobilizada para inscrições e triagem das pessoas que se disponibilizam a doar sangue.

De acordo com Monise Fonseca, farmacêutica da Agência Transfusional do Hospital Municipal Eliane Martins (HMEM), a doação de sangue é realizada com regularidade no Hemocentro Regional de Governador Valadares, Fundação Hemominas. “E, para isso, a prefeitura, garante o transporte dos candidatos em veículo próprio com 14 vagas, além de cuidar da alimentação dos doadores”.

A viagem para doação ao Hemocentro de Governador Valadares é feita uma vez por semana, às quintas-feiras, com saída às 7h do HMEM, que fica localizado no bairro Cidade Nobre. O retorno se dá por volta das 15h.

“Doar sangue é uma ação incrível porque, ao compartilhar esse precioso recurso, você está literalmente dando vida a alguém. Cada doação representa esperança e saúde para quem está enfrentando desafios médicos. É um gesto simples, mas com um significado profundo, pois faz parte de uma corrente solidária que salva vidas”, destaca Cleiva Aparecida Souza Boy Santos, doadora.

CADASTRO DE NOVOS VOLUNTÁRIOS

A Agência Transfusional do HMEM realiza o cadastro de voluntários a doação de sangue presencialmente no hospital, e pelo telefone/WhatsApp 3828-5637, que funciona 24h por dia. O candidato à doação deve comparecer em condições plenas de saúde. Assim, se estiver apresentando qualquer sintoma, mesmo que leve, deverá aguardar a melhora para então procurar uma unidade de coleta. Lembrando que a doação é um gesto que permite salvar vidas, mas que não deve e não pode prejudicar a saúde do doador.

Os voluntários devem levar documento de identidade original com foto, que pode ser o próprio RG, a carteira de trabalho ou carteira de motorista.

O uso de medicamentos, tratamentos dentários e cirurgias recentes devem ser informados à Agência Transfusional para que sejam seguidos os protocolos da unidade.

No geral, a pessoa que for doar deve ter entre 16 e 69 anos e estar bem de saúde. Outros critérios são explicados pessoalmente pela equipe ou pelo telefone.

“Nós precisamos muito da população do Vale do Aço. Aqui fica o nosso apelo, porque o estoque do Hemocentro que abastece o Leste de Minas está extremamente baixo. Então, todos os grupos sanguíneos são muito importantes e necessários”, reforça Monise Fonseca.

Compartilhe com um amigo

Facebook
WhatsApp
Email