Inauguração UTIs (4)

HMC INAUGURA 10 NOVOS LEITOS DE UTI E AMPLIA ATENDIMENTO AO SUS

Na semana em que é celebrado o Dia do Hospital, (2 de julho), a Fundação São Francisco Xavier inaugura dez novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no Hospital Márcio Cunha. O investimento de cerca de R$ 10 milhões em infraestrutura, maquinário e tecnologia de ponta possibilita um avanço na capacidade assistencial no atendimento da macrorregião do Vale do Aço, totalizando 40 leitos de UTI disponíveis no Hospital Márcio Cunha.
A cerimônia de inauguração da unidade, realizada no dia 4 de julho, contou com a participação da diretoria da Fundação São Francisco Xavier – mantenedora do hospital, representantes do Corpo Clínico e de entidades parceiras. Para o Diretor de Negócios do HMC, Eduardo Blanski, os novos leitos fazem parte do cronograma de investimentos sequentes da FSFX, como meta de crescimento em serviços de saúde, aliados a excelência e humanização.
“Esse investimento é exclusivo da Fundação, que vem para dar continuidade ao propósito de modernização do hospital. São mais 10 leitos que vêm para compor o aumento de oferta de alta complexidade, que visam assistir a pacientes em estado crítico que requerem de uma assistência imediata”, enfatiza Eduardo Blanski.

Atualmente, o HMC conta com 4 Unidades de Terapia Intensiva (UTI) adulto, além das UTI’s e unidades intermediárias infantis, destinadas a pacientes críticos que necessitam de cuidados especiais. As UTI’s prestam assistência a várias especialidades e dão continuidade no pós-operatório de cirurgias ou procedimentos de alta complexidade. As UTI’s contam uma equipe multidisciplinar bem robusta, com vários profissionais altamente qualificados, entre eles médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos e assistente social que prestam um trabalho orquestrado, visando o bem-estar e a segurança dos pacientes.

Investimento alinhado à sustentabilidade
O projeto, iniciado em janeiro de 2023 no sétimo andar do HMC, contempla uma estrutura de 937 metros quadrados e teve seu planejamento alinhado aos padrões de qualidade, humanização, segurança e acessibilidade, além de ter suas adequações estruturais alinhadas à sustentabilidade e a otimização de recursos.
A obra da UTI 4 traz um novo momento da saúde, com reaproveitamento de materiais, economia de energia e construção limpa.
“Estamos antenados à profundas transformações tecnológicas e socioambientais, ampliando investimentos em soluções limpas, inteligentes e renováveis, seja na área da saúde, educação, segurança ou infraestrutura. A conclusão dessa obra é resultado de um trabalho oriundo de uma gestão profissional, de respeito ao meio ambiente, aos colaboradores e à sociedade”, ressalta o diretor de negócios do HMC, Eduardo Blanski.
O planejamento da obra possibilitou evitar desperdícios e a geração de resíduos, por meio do reaproveitamento da estrutura metálica do espaço e de 700m² de telhado com telha metálica tipo sanduíche. O uso de isopainel, em substituição à alvenaria convencional, também foi um diferencial dessa obra.
Outro destaque é o sistema elétrico da área de 937m², implantado por uma empresa especializada em energia limpa de São Paulo/SP, que envolveu 70 luminárias de led de alta tecnologia com duração de cinco anos cada, resultando em baixo custo com manutenção, a longo prazo, e a redução de até 30% do consumo de energia comparado aos leds tradicionais.

Compartilhe com um amigo

Facebook
WhatsApp
Email