13082021-greta-thunberg-2

GRETA NA CAPA E CARBONO NEUTRA

Aos 18 anos, a sueca Greta Thunberg foi escolhida para ser a capa da primeira edição da “Vogue” Escandinávia , que nasce totalmente carbono neutra. Na entrevista, Greta denuncia marcas que usam a sustentabilidade como mais um recurso de marketing pra aumentar seus lucros. Para ela, o greenwashing (uma espécie de “maquiagem” verde) é bastante comum entre várias empresas de moda e de outros setores, como o da beleza.

Para quem ainda não identificou essa menina espetacular e exemplar, aí vai o resumão, do Wikipédia mesmo:

Greta é uma ativista ambiental sueca. É conhecida por ter protestado fora do prédio do parlamento sueco, e por ser a líder do movimento Greve das escolas pelo clima.

O ativismo de Thunberg começou depois de convencer seus pais a adotar várias opções de estilo de vida para reduzir sua própria pegada de carbono. Em agosto de 2018, Thunberg ausentava-se das aulas para protestar, próxima ao parlamento sueco, exigindo por mais ações para mitigar as mudanças climáticas por parte dos políticos de seu país. Eventualmente, estudantes de outras comunidades se organizaram para protestos semelhantes ao de Greta Thunberg. Juntos, Thunberg e os milhares de estudantes que começaram a segui-la fizeram manifestações pelo clima em diversos países, chamado de Sextas para o Futuro. Depois que Thunberg discursou na Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática de 2018, greves estudantis aconteceram todas as semanas em algum lugar do mundo.Para evitar voar e emitir carbono, Thunberg atravessou o Oceano Atlântico via veleiro para chegar aos Estados Unidos,onde participou da Cúpula das Nações Unidas sobre Ação Climática de 2019. Seu discurso lá, no qual ela exclamou “How dare you” (“como você se atreve” em português), foi amplamente retomado pela imprensa e incorporado à música.

Sua repentina ascensão à fama mundial a tornou uma ativista líder, apesar dos criticismos crescentes. Sua influência no cenário mundial foi descrita pelo jornal The Guardian e outros jornais como o “efeito Greta”. Ela recebeu inúmeras honrarias e prêmios, incluindo uma bolsa honorária da Royal Scottish Geographical Society, inclusão nas 100 pessoas mais influentes do Time, sendo a pessoa mais jovem do prêmio Pessoa do Ano da revista,inclusão na lista das 100 Mulheres Mais Poderosas do Mundo de acordo com a Forbes em 2019, e duas indicações consecutivas para o Prêmio Nobel da Paz (2019 e 2020).

Compartilhe com um amigo

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Agenda de convergencia
Cenibra
Sindcomércio Vale do Aço
AAPi
WR
Unimed
Usiminas
Cenibra 02
Usisaude 2
Usisaude 1
Usisaude 3