Supermercados - Fabriciano - Foto Emmanuel Franco (5)

FABRICIANO: SUPERMERCADOS ABREM NESTE SÁBADO E EM OUTROS SETE FERIADOS

Empresas no varejo alimentício de Fabriciano e Timóteo estão autorizadas a funcionar após assinatura de Convenção
Por força de Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), assinada no final da manhã desta terça-feira (16), supermercados e estabelecimentos no varejo alimentício poderão abrir as portas em oito feriados, nos próximos meses, em Coronel Fabriciano e Timóteo. Já no próximo sábado (20), aniversário de Fabriciano, as empresas do segmento têm autorização para funcionar das 8h às 14h. O restante do “comércio de rua”, que tradicionalmente cumpre Horário Especial em datas especiais, não terá expediente neste dia, em Fabriciano. Em Timóteo, o funcionamento destas lojas é normal.

Também há a permissão do uso da mão de obra dos funcionários em empresas de gênero alimentício das duas cidades, em 2024, nas seguintes datas: 29/04, aniversário de Timóteo; 30/05, Corpus Christi; 15/08, Assunção de Nossa Senhora; 07/09, Independência do Brasil; 12/10, Dia de Nossa Senhora Aparecida; 02 e 15/11, finados e Proclamação da República, respectivamente.
“É público e notório que há um excesso de feriados no Brasil, o que acaba sendo uma das razões que, eventualmente, impede a economia nacional de decolar. E este ano ‘ganhamos’ mais um: 20 de novembro, Dia da Consciência Negra. A causa é legítima, sem dúvidas, mas há outra forma de lutar e homenagear essa e outras bandeiras sem que haja a necessidade de se criar um novo feriado”, opina José Maria Facundes, presidente do Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Bens e Serviços (Sindcomércio) do Vale do Aço.
Conforme esclarece o dirigente patronal, ao contrário do que muitos pensam, o que deixa de ser ganho em um feriado não é recuperado no dia útil seguinte. “De maneira alguma vendemos em dobro no dia posterior ao feriado. É algo que o conhecimento popular acredita acontecer, mas o reflexo, na prática, é bem diferente do que se imagina, pois somos obrigados a absorver esse prejuízo”, salienta Facundes.

Negociação
A negociação que garantiu a abertura de supermercados, açougues, casas de carne, mercearias, varejões, sacolões, hortifrútis, peixarias e demais empresas de gênero alimentício, em oito feriados, em Fabriciano e Timóteo, foi iniciada no final do ano passado, após o envio de proposta pelo Sindcomércio ao Secteo-CF (sindicato dos comerciários).
“O ideal seria que todo o comércio não fosse impedido de abrir em feriados, sendo facultativo às empresas funcionar. No entanto, uma legislação federal de 2007 prevê que a abertura nestas datas só pode ocorrer se autorizada por Convenção. Então, consideramos uma conquista para a classe empresarial esses oito feriados com a autorização do uso da mão de obra dos empregados em 2024”, conclui José Maria.

Compartilhe com um amigo

Facebook
WhatsApp
Email