ZEF_2841

EXPOSIÇÃO DE FIGURINOS INICIA AS COMEMORAÇÕES DE 13 ANOS DO CASA LABORATÓRIO

Sob curadoria e direção artística do arquiteto e cenógrafo Joab Sangi, o Espaço Cultural Casa Laboratório lançou nesse sábado, às 10h, no segundo andar do Shopping Vale do Aço, sua primeira exposição de figurinos. A mostra faz parte da comemoração de aniversário da instituição e reúne um acervo de quase 20 espetáculos que compôs o repertório artístico da Casa ao longo desses 13 anos de existência. As obras estarão disponíveis para a visitação pública de forma gratuita até o mês de novembro deste ano. A Associação Cultural Casa Laboratório é uma entidade sem fins lucrativos, fundada em 2006, na cidade de Ipatinga-MG, reconhecida como Ponto de Cultura pela Secretaria Especial da Cultura, tendo como objetivo à promoção da arte e cultura, na Região do Vale do Aço e estado de Minas Gerais. A entidade realiza, através do Espaço Cultural Casa Laboratório, desde 2008, uma programação permanente de atividades dedicadas à produção, estudo e experimentação, apresentação, intercâmbio cultural, formação e criação artística, mantendo uma programação permanente, recebendo anualmente uma média de 95.000 pessoas em seus eventos. Além do diretor, a exposição também apresenta obras dos figurinistas Sérgio Coelho e da figurinista Jaine Campos. Os três artistas, foram figurinistas residentes da Casa Laboratório por vários anos.

Para João Carlos Cardoso, diretor do Casa Laboratório, a ideia de elaborar uma exposição de figurinos é uma tentativa se apresentarem ao público, da forma que eles se conheceram; vestindo aquelas “roupas”. Ele também diz que revisitar o acervo da Casa, é uma forma de olhar com afeto para o percurso que fizeram e construir novos projetos para o futuro.

Para o arquiteto Joab Sangi, a construção da linguagem do projeto artístico, se deu na tentativa de que a exposição, ofertasse algum tipo de experiência para o público. Assim, como o teatro oferta. O intuito foi que os figurinos, pudessem apresentar uma história ao público. Através do vestuário, era necessário estimular no público o desejo de saber mais sobre a vida daquele personagem. Que a plateia pudesse criar uma vida para aquele corpo, aquela roupa.  O resultado do projeto é uma exposição interativa e poética. Uma narrativa que traz à luz, não só os personagens ficcionais, mas esses três protagonistas reais da história de 13 anos de dedicação às artes vivas do corpo, de um grupo de artistas do interior de Minas Gerais. Também assinam a exposição, os artistas Diego Martins, Mel de Faria, a produção executiva é de Rodolfo Bello com assistência de produção de Wallace Maciel e assessoria de comunicação de Marceli Rodrigues.

A exposição fica em frente ao Espaço Cultural Casa Laboratório que está localizado no Shopping Vale do Aço e conta com uma estrutura composta por: uma recepção com hall de entrada amplo, secretaria, departamentos administrativo e de produção, almoxarifado, espaço criativo para à produção de espetáculos (departamento de figurinos, cenários, adereços, ensaios e oficinas), uma biblioteca e um espaço para exposições artísticas. O espaço também conta com uma sala de espetáculos, com capacidade para até 300 pessoas com palco, banheiros e camarins com acessibilidade.

Compartilhe com um amigo

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Agenda de convergencia
Cenibra
Sindcomércio Vale do Aço
AAPi
WR
Unimed
Usiminas
Cenibra 02
Usisaude 2
Usisaude 1
Usisaude 3