Foto_mulheres

AMBIENTE DE TRABALHO INCLUSIVO, ISSO É CENIBRA

A diversidade no ambiente de trabalho é importante para proporcionar às organizações mais conhecimentos e habilidades. Agora, a diversidade é parte estratégica da cultura organizacional da CENIBRA e esses conceitos estão sendo implantados de forma gradativa, o que assegura a manutenção das ações necessárias para a garantia de resultados consistentes.

O objetivo do Programa Diversidade e Inclusão é tornar o ambiente de trabalho mais inclusivo, no qual as pessoas se sintam acolhidas sendo elas mesmas. “Trata-se de um programa estratégico, alinhado às ações de ISG e às transformações sociais, gera aprendizados que ampliam a nossa capacidade de desenvolver e de se relacionar e absorver tais mudanças frente aos novos desafios. Realizar a inclusão é estar aberto ao diálogo e à troca, acolhendo novas formas de pensar e ser”, explica o gerente de Recursos Humanos, Vander José Duque Saldanha.

Um aspecto que merece atenção dentro do tema da diversidade é a liderança feminina, essencial para estabelecer a igualdade de gênero dentro de uma empresa. Afinal, profissionais do sexo feminino têm toda a capacidade técnica e comportamental para lidar com as demandas desse tipo de cargo. Recentemente, a CENIBRA passou a contar com duas novas lideranças femininas: Luciana Cerqueira Souza Solimani como coordenadora de Produtos Químicos, Tratamento de Água e Efluentes, e Kamila Carolina de Paula Lanna como coordenadora de Contencioso e Consultivo.

“A certeza de que a maior parte da equipe era composta por homens não me intimidou. Penso que cada um possui sua competência e característica específica, o que traz uma pluralidade muito importante. A equipe com quem trabalho atualmente é muito forte, composta por diferentes gerações, vivências e perfis. Isso aumenta a riqueza das discussões e estimula a criatividade na busca das soluções de problemas. No ambiente colaborativo, cada um compartilhando seus conhecimentos e experiências, com respeito mútuo, sempre haverá aprendizados e ganhos para o negócio”, pontua Luciana Cerqueira.

Segundo Kamila Carolina, o jurídico já é bastante diverso, com um mix de trajetórias, crenças, orientações, valores e origens. “Costumamos dizer que o Programa Diversidade da Assessoria Jurídica (ASJUR) já está, praticamente, num estágio de maturidade. Olhando para o setor, portanto, parecia bastante natural o surgimento de uma liderança que trouxesse uma proposta de diversidade. Eu, particularmente, nunca fui uma advogada dentro dos padrões. Nunca aceitei o jeito tradicional, complexo e rebuscado de falar, escrever, se vestir e se portar. Obviamente, precisei ‘me provar’ mais por conta disso. O que era às vezes exaustivo e improvável de dar certo, acabou dando! Imediatamente após a publicação do cargo percebi que o peso e a responsabilidade eram maiores do que eu havia planejado, mesmo que planejamento seja um dos meus pontos fortes. Depois disso, a missão de seguir trabalhando sério, gerar resultados, continuar vencendo obstáculos e promover a ideia de que a diversidade não é só um caminho possível, mas, acima de tudo, justo, necessário e benéfico, ganhou uma relevância ainda maior”, finaliza.

CAPACITAÇÃO PARA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Em 2022, a CENIBRA, em parceria com o Colminas, abriu processo seletivo de qualificação profissional de pessoas com deficiência. A oferta incluiu bolsas de estudo integral e estágios remunerados para os cursos Técnico em Administração, Técnico em Mecânica e Técnico em Elétrica.

Outro programa, realizado em parceria com SENAI, disponível para pessoas com deficiência foi o Jovem Aprendiz, que ofereceu prioridade de vaga para esse público e jovens residentes no município de Belo Oriente. No caso de candidatos com deficiência, não houve limite de idade.

Compartilhe com um amigo

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email