USIMINAS E INSTITUTO USIMINAS LANÇAM CIRCUITO COMUNIDADE

Uma forma de marcar presença nas comunidades de Ipatinga, levando arte, educação, ações sociais e de educação ambiental, neste período de afastamento social em prevenção ao Covid-19. Este é o objetivo do “Circuito Comunidade”, realizado pela Usiminas e Instituto Usiminas e  que levará por bairros da cidade atrações e ações para a população participar sem precisar sair de casa. A ação integra o programa Em Casa Com o Instituto Usiminas.

A partir desta semana até o fim de junho, todos os domingos, das 8h30 às 12h30, um carro de som adaptado vai circular por alguns bairros de Ipatinga com atrações musicais diversas. A ação se estende para várias regionais de Ipatinga depois de ter sido realizada de maneira experimental no Dia das Mães, com grande repercussão positiva. Neste domingo (17/5), o “Circuito Comunidade” percorrerá  algumas ruas dos bairros Cidade Nobre, Esperança, Bom Jardim e Ideal, levando música com Daniel Cácio (violino) e Carina Magna (violoncelo), da Orquestra de Câmara do Vale do Aço. O público também poderá acompanhar a ação por meio das redes sociais do Instituto (@institutousiminas | facebook/institutousiminas), com postagens e transmissão ao vivo.

O programa Em Casa Com o Instituto Usiminas, que leva por meio de canais digitais conteúdos educativos ligados à cultura, esporte e desenvolvimento social, se amplia com mais esta ação, indo ao encontro das comunidades presencialmente, mas mantendo o distanciamento e evitando aglomerações. A programação se baseia nos pilares que guiam a atuação da Usiminas e do Instituto Usiminas, nas comunidades onde a companhia está presente.

A diretora do Instituto Usiminas, Penélope Portugal, enfatiza que a iniciativa tem o objetivo de manter os laços com a comunidade neste período de afastamento. “Queremos, neste momento, com ações sobre rodas, envolver a abraçar a comunidade levando um pouco de carinho, alegria e engajamento para as pessoas, sem que elas precisem sair de casa. Essa é mais uma maneira que levarmos até as pessoas ao menos uma parte das atividades que oferecemos à comunidade há várias décadas”, salienta.