SINDCOMÉRCIO: RETA FINAL DO BLACK FRIDAY

Entidade lembra que lojistas não podem maquiar descontos e devem escolher um “produto de entrada”.

A última sexta-feira de novembro é aguardada com ansiedade por consumidores e empresários da região. Há anos os comerciantes do Vale do Aço abraçaram a ideia que surgiu nos Estados Unidos e promovem a “Black Friday”, dia em que a maioria das lojas oferece ofertas e descontos aos clientes. Tamanho o sucesso da iniciativa é comprovado com as promoções que já iniciam nas semanas anteriores à “sexta-feira negra”. Mas o Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Bens e Serviços (Sindcomércio) do Vale do Aço esclarece que consumidores e empresários devem ter alguns cuidados.

Conforme a entidade, é proibido “maquiar” descontos. “Esse tipo de atitude só serve para manchar a reputação da empresa. Muitos consumidores aguardam a data para aproveitar oportunidades reais e estão muito atentos a isso. Então é necessário que o empresário ofereça promoções efetivas e descontos imbatíveis”, explica José Maria Facundes, presidente do sindicato.
De acordo com o Sindcomércio, é interessante a escolha de um produto “de entrada”. “Defina um item de alto valor agregado ou muito desejado e o ofereça com um excelente desconto. É uma boa estratégia para chamar a atenção das pessoas para a loja”, aconselha Facundes. Mas o dirigente sindical ressalta que as ações devem ter planejamento. “O empresário não pode estipular descontos aleatórios. É preciso analisar custos, margens e artigos com maior e menor procura, incluindo a previsão da verba de marketing e o ‘retorno sobre o investimento’”, diz.
O presidente do sindicato lembra que consumidores também devem estar atentos e ter cuidado com as compras por impulso. “Diante de tanta promoção, é comum se render às vitrines e desorganizar todo o orçamento. Então estipule prioridades e escolha o que caiba em seu bolso e qual a forma de pagamento mais adequada”, sugere José Maria.

Campanha
O Sindcomércio Vale do Aço iniciou, na 2ª semana deste mês, uma campanha incentivando as lojas a aderirem à “Black Friday”. Via redes sociais e e-mail marketing na Internet, o sindicato orientou os empresários e produziu peças publicitárias. Ainda foram e continuam sendo distribuídos cartazes promocionais nas lojas de Ipatinga, Coronel Fabriciano e Timóteo.