SAIU O CALENDÁRIO PIRELLI 2016

Desde 1964, a Pirelli faz o clássico calendário e destaca mulheres (modelos, em sua maioria) que atendem ao padrão de beleza vigente com muito pouca roupa — além de disponibiliza-lo para um número muito restrito de pessoas. Mas, em 2016, calendário ícônico promete quebrar este padrão e impressionar. Não tem absolutamente nada a ver com as outras edições, e foca mulheres de atitude, sucesso e coragem. Apenas uma modelo, Natalia Vodianova, aparece, na edição de janeiro, e mesmo assim por suas ações de caridade.

A responsável por esta “revolução” foi a fotógrafa Annie Leibovitz que já participou da edição de 2000 do calendário. Desta vez, ela quis trazer mulheres vestidas e extremamente influentes — não apenas aquelas que são valorizadas em uma passarela ou por ter um corpo magro e esguio.

Yao Chen, atriz e primeira chinesa Embaixadora da Boa Vontade do Alto Comissariado da ONU para Refugiados,
Natalia Vodianova, top model russa e fundadora da instituição de caridade Naked Heart Russia;
Kathleen Kennedy, produtora e presidente da Lucasfilm e uma das figuras mais influentes de Hollywood;
Agnes Gund (com a neta Sadie Rain Hope-Gund), colecionadora e compradora de arte e Presidente Emérita do Museu de Arte Moderna em Nova York;
Serena Williams, tenista, número um do mundo;
Fran Lebowitz, formadora de opinião crítica e escritora;
Mellody Hobson, presidente da Ariel Investments que apoia projetos de caridade em Chicago;
Ava DuVernay, diretora de cinema que fez, entre outros, *Selma*, indicado para o Oscar de Melhor Filme em 2015;
Tavi Gevinson, blogueira fundadora da *Style Rookie* e da revista online *Rookie*;
Shirin Neshat; artista visual iraniana,
Yoko Ono; música e performer,
Patti Smith, uma das maiores estrelas do rock de todos os tempos;
Amy Schumer, atriz e comediante stand-up

Vejam algumas: