PRODUTORES E ESTUDANTES PARTICIPAM DE TREINAMENTO DE COMBATE A INCÊNDIOS FLORESTAIS

A CENIBRA ofereceu a apicultores de sua área de atuação um treinamento sobre formas de combate e prevenção a princípios de incêndios florestais e pequenas queimadas. A palestra foi ministrada pelo Sargento Veloso, do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG).

Atualmente, a CENIBRA, por meio do Instituto CENIBRA, mantém parcerias rurais com associações de apicultores, permitindo o acesso e uso de áreas de florestas nativas e próximas a plantios de eucalipto para instalação de apiários. O projeto possui grande significado social, econômico e ambiental, pois cria postos de trabalho que geram renda alternativa para cerca de mil pessoas, ajudando na fixação do homem no campo e na preservação ambiental.

Segundo o Sargento Veloso, existem três causas principais dos incêndios florestais: intencional, natural ou acidental. Cerca de 90% das queimadas são propositais, sendo a maior parte delas com origem criminosa. Além disso, a propagação dos incêndios pode ser agravada por fatores como temperatura, umidade do ar, topografia, ventos e clima.

Os participantes foram instruídos quanto aos procedimentos necessários para fazer um planejamento de combate a queimadas de baixa intensidade, uma vez que os incêndios de grandes proporções devem ser combatidos por profissionais especializados, como bombeiros e defesa civil.

Na ocasião, foi feita uma simulação de princípio de queimada para que os participantes pudessem colocar em prática o conhecimento apreendido na palestra. Organizados em grupos, eles manejaram instrumentos como costais, abafadores, enxadas e perneiras para apagar os focos de incêndio.

Para o apicultor Roberto Carlos Alves, a parceria da CENIBRA com os apicultores tem grande importância para a preservação ambiental de matas nativas e o fomento ao desenvolvimento local. “Hoje, para nós, pequenos produtores, a parceria com a CENIBRA significa segurança e tranquilidade para trabalhar, uma oportunidade de profissionalização e produção em escala de um produto diferenciado”, explicou.

O treinamento faz parte das atividades do Seminário de Apicultura, cuja última etapa foi realizada no município de Guanhães e contou com a participação de membros de quatro associações parceiras. Também estiveram presentes alunos do curso Técnico em Agropecuária do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG) – Campus São João Evangelista.