OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS E INVESTIMENTOS SÃO PAUTA NA ACVA

A 35ª reunião da Agenda de Convergência do Vale do Aço (ACVA) que aconteceu nessa terça-feira, 08/09, apresentou oportunidades de negócios e investimentos para a região.

Convidados para abordar as pautas, o diretor-presidente da Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (INDI), Thiago Toscano e Carlos Heinisch, Relações Institucionais da Fundação Renova relataram como essas entidades podem contribuir para o desenvolvimento da região.

De acordo com o diretor-presidente da INDI, a infraestrutura é um ponto que precisa ser considerado. “A região tem uma potencialidade enorme, tanto em termos de qualidade de vida, quanto de mão de obra e ambiente de negócios que são pilares da atratividade, porém a infraestrutura ainda é um gargalo para a atração de empresas”.

Segundo Toscano, o Vale do Aço não existe enquanto ente federado, por isso os municípios precisam estar preparados. “Querendo ou não, os municípios competem entre si, aquele que estiver mais bem preparado, que oferecer os melhores benefícios fiscais complementares, as melhores condições e atendimento para a empresa, terá mais chance de adquirir o investimento”, pontuou.

Para o presidente da FIEMG Regional Vale do Aço, Flaviano Gaggiato, a Região Metropolitana do Vale do Aço oferece muitos benefícios para receber investimentos que gerem oportunidades de negócios. “Oferecemos mão de obra qualificada, abrigamos em Ipatinga o maior SENAI do Estado e o segundo maior do país, além de matéria-prima e logística com aeroporto, ferrovia e rodovia com a duplicação da BR-381 que está se tornando uma realidade,” avaliou.

Na oportunidade Carlos Heinisch, Relações Institucionais da Fundação Renova, apresentou Investimentos no Território da Calha do Rio Doce. Dentre eles o Repasse de $128 milhões ao Governo do Estado para pavimentação da LMG 760; Repasse ao Governo do Estado de $12 milhões para a pavimentação da Estrada Parque – Acesso ao Perd; Repasse ao Governo Estadual e aos municípios para modernização das redes públicas estaduais e municipais, 593 escolas beneficiadas em Minas Gerais e investimentos da ordem de $181,3 milhões, além de Ações na área de proteção social com cooperação técnica e financeira com algumas prefeituras. Recursos disponibilizados para logística, recursos humanos e insumos.

“A Agenda de Convergência para o Desenvolvimento do Vale do Aço é um importante espaço para discussão e aprimoramento de ideias e ferramentas de desenvolvimento socioeconômico regional, importante também para dar oportunidade e visibilidade às ações que as empresas e entidades estão realizando para contribuir neste desenvolvimento. Espaço fundamental para buscas de sinergias e compartilhamento de experiências”, reforçou Carlos Heinisch, Relações Institucionais da Fundação Renova.