NA CENIBRA, DIA DA ÁRVORE TEM BLITZ EDUCATIVA

Para comemorar o Dia da Árvore, no dia 21/9, no horário de 8h30 às 10h, em frente ao Viveiro Florestal da CENIBRA, em Belo Oriente, será realizada uma Blitz Educativa com distribuição de sementes e mudas de espécies nativas da Mata Atlântica.
A iniciativa é uma parceria da CENIBRA com a 12ª Cia INDMAT da Polícia Militar, a Rede Ambiental Verde Vida, CONSEP, CODEMA, Secretária de Meio Ambiente e alunos da Escola Municipal Perpétuo Socorro. A ação integra as diversas atividades de Educação Ambiental desenvolvidas pela CENIBRA. Neste mesmo dia, haverá blitz em outros quatro pontos do Vale do Aço (Coronel Fabriciano, Timóteo e Ipatinga), em parceria com a entidades que constituem a Rede Verde Vida.

Os benefícios das árvores para a vida são vários. Elas contribuem para regulação da temperatura do ambiente, proteção do solo, nascentes de rios, lagoas e lagos; preservando a vida silvestre, além do aspecto funcional do bom uso das árvores plantadas, para produção de móveis, diversos tipos de papel, utensílios domésticos, embarcaç ões e vários subprodutos madeireiros essenciais no cotidiano da sociedade.

A CENIBRA maneja uma área de 254 mil hectares, sendo 51% de plantio de eucalipto; 41% de área de Preservação Permanente e Floresta Nativa (são mais de 100 mil hectares preservados); e o restante em áreas destinadas para infraestrutura e outros.

Do eucalipto tudo se aproveita. Das folhas, extraem-se óleos e essências utilizadas em produtos de limpeza e alimentícios, em perfumes e até em remédios. A casca oferece tanino, usado para curtir o couro, o tronco fornece madeira para sarrafos, lambris, ripas, vigas, postes, varas, esteios para minas, mastros para barco, tábuas para embalagens e móveis. Sua fibra é utilizada como matéria-prima para fabricação de papel e celulose. E a celulose, por sua vez, pode ser encontrada em diversos itens e alimentos do dia a dia.

Setor florestal busca recuperação de 15 mi/ha da Mata Atlântica

A união de forças entre comunidades, ambientalistas e empresas tem permitido a recuperação da Mata Atlântica, que abriga 20 mil espécies de plantas nativas e 270 espécies de animais mamíferos. Este importante trabalho está representado no vídeo produzido pelo WWF – World Wide Fund for Nature , em parceria com a Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) e o New Generation Plantations (NGP).

“Recuperamos a Mata Atlântica, ao mesmo tempo em que plantamos árvores para produtos de base florestal. Nos chamados mosaicos, as florestas naturais e plantadas se interligam e garantem a manutenção e a preservação da biodiversidade da região”, explica Elizabeth de Carvalhaes, presidente executiva da Ibá, entidade que representa as empresas do setor.