MÊS DAS CRIANÇAS NA CONSUL: PALESTRA SOBRE IMUNIDADE

Cerca de 80 mães e pais lotaram a Sala de Treinamento da Loja Consul do Shopping Vale do Aço, na última quinta-feira, para participarem da palestra do pediatra Fabiano Tebas sobre o tema “Como melhorar a imunidade dos seus filhos”.

O evento encerra a programação da Consul para o Mês das Crianças, que ofereceu entretenimento e atividades lúdicas para o público infantil, como oficinas de gastronomia com minichefs, passeios e brincadeiras orientadas por monitores.

O presidente da Cooperativa Consul e presidente regional da Associação Mineira de Supermercados (Amis), Adilson Yukishigue Suda, disse que ações como essa atendem a um dos princípios do cooperativismo, que é contribuir para o interesse coletivo das comunidades em que atuam. “A responsabilidade corporativa e social é um dos valores que a Consul pratica todos os dias, apoiando diversas iniciativas e promovendo ações educativas e de solidariedade humana.”

Fabiano Tebas, pediatra do Hospital Márcio Cunha, apresenta a imunidade como um conceito ampliado de bem-estar físico, psíquico e emocional. Diversos fatores atuam para gerar uma condição saudável para a criança, como a genética, o sono, alimentação, as vacinas, atividades físicas e a atenção e participação dos pais nas brincadeiras e na educação dos filhos.

Segundo ele, a imunidade das crianças está associada tanto à prevenção de doenças infecciosas (doenças respiratórias, por exemplo), as enfermidades metabólicas (diabetes, hipertensão) e ainda à prevenção dos transtornos psíquicos, que, cada vez mais, acometem as crianças, caso da depressão, ansiedade e outras doenças que, muitas vezes, têm como desfecho até o suicídio.

Os pais, a família, a escola e a comunidade desempenham papel decisivo para a melhoria contínua da imunidade das crianças numa abordagem mais integral, afirma o médico.

“Terceirizar” os filhos para o computador e o celular é uma das práticas que o pediatra considera prejudiciais e podem contribuir para “abrir as portas” para diversas tipos de comportamentos danosos à saúde da criança e do adolescente, que deixam de praticar atividade física, brincadeiras e de interagir para ficar em casa praticando games e varando a madrugadas em frente ao computador.