Foto 1 - Mãe e filha na água após um treino

MÃE SUPERA AQUAFOBIA E SE TORNA NADADORA DA USIPA

No mês das mães, a Associação Esportiva e Recreativa USIPA conta a história de superação da supermãe Sílvia Rosianne Martins Santos, que junto à sua filha, Maria Vitória M. Santos (13), tiveram a vida transformada pelo esporte. Sílvia desenvolveu aquafobia/hidrofobia – medo acentuado e persistente da água – após um episódio de afogamento há 29 anos que a marcou muito. No entanto, sabendo da sua limitação não só incentivou a sua filha a nadar como, também, começou a praticar a modalidade no clube.

Tudo começou quando ela buscava uma forma de melhorar a qualidade de vida da Maria Vitória. Mesmo com pavor de água, Sílvia a matriculou aos seis anos na natação e pôde ver a saúde da sua menina melhorar e as internações hospitalares, antes frequentes, diminuírem.

Sílvia escolheu a natação para a Maria Vitória, pois, não queria que ela sentisse medo. Ao acompanhar a filha na modalidade, ela venceu o primeiro obstáculo do trauma: estar em um ambiente com água. Apesar do desafio, Sílvia foi a primeira incentivadora, psicóloga e patrocinadora da filha.

“Todos esses anos indo aos treinos e competições me aproximou, não só do esporte, mas da água também. Nadar é tudo para a Maria Vitória, ela ama competir e, inclusive pratica outras atividades para melhorar o seu condicionamento. A paixão dela pela natação é tanta que ela me incentivou a superar o meu medo e a aprender a nadar. Hoje ela me dá dicas e me apoia a continuar nadando”, conta Sílvia.

Esta supermãe além de suas tarefas do dia a dia, como: professora, empresária, dona de casa, esposa, entre outras atividades, incluiu na sua vida a prática de um esporte. Para a sua treinadora Marília Gabriela Oliveira, Sílvia tem vasta experiência como mãe de atleta e todo o seu incentivo à filha ela leva para a piscina. “É satisfatório ver a evolução da Sílvia na piscina. Quando ela chegou à USIPA não conseguia nem molhar os pés e hoje além de se sentir confortável na água, já sabe o principal estilo da natação, o crawl, nado mais popular e o que concentra o maior número de provas oficiais.”

Para Maria Vitória a decisão de Sílvia em nadar deixou a relação entre mãe e filha ainda melhor. “Minha mãe sempre esteve ao meu lado, me acompanhando em tudo. Agora temos mais uma coisa em comum, a prática da natação. Ela é um exemplo para mim e vê-la vencer seu maior medo por meio do esporte, é gratificante. Fico ainda mais grata que o meu clube, USIPA, tenha proporcionado tudo isso.”

A história de superação da Sílvia é uma dentre tantas no esporte. Retrata a importância da prática de atividades físicas em qualquer idade. “O meu sonho é poder incentivar mais pessoas a dedicarem um tempo ao esporte. Isso requer adaptações na rotina, mas vale muito a pena. A natação não faz só bem ao meu físico, mas a mente e espírito e isso me dá ânimo para lidar com todas as outras coisas do meu dia a dia”, afirma Sílvia.

Projeto Ecomov Natação Ano IV

A Maria Vitória é nadadora do Projeto Ecomov Natação Ano IV que tem o objetivo de desenvolver o potencial dos atletas. O projeto foi aprovado na Lei Estadual de Incentivo ao Esporte do Programa Minas Esportiva de Incentivo ao Esporte, é realizado por meio da Renúncia Fiscal do ICMS corrente das empresas Consul, Univale Transportes, Usiminas, com apoio do Instituto Usiminas.

Compartilhe com um amigo

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Agenda de convergencia
Cenibra
Sindcomércio Vale do Aço
AAPi
WR
Unimed
Usiminas
Cenibra 02
Usisaude 2
Usisaude 1
Usisaude 3