LUCIMAR MOURA: OITO ANOS DEPOIS DE CONCORRER, CHEGA A MEDALHA OLÍMPICA

Ontem, 29 de março, a história do esporte usipense ganhou um novo capítulo: a medalha olímpica de Lucimar Aparecida de Moura. A narrativa de vida da atleta timotense rende uma matéria, mas poderia resultar em um filme, livro, documentário ou até mesmo seriado.
A jovem que começou no atletismo aos 16 anos – correndo descalço na pista da Usipa – está no Rio de Janeiro e será agraciada com a medalha de bronze, referente às Olimpíadas de Pequim (2008), no Prêmio Brasil Olímpico.
Lucimar volta para a casa nesta sexta-feira (31), com o sorriso no rosto, a medalha no peito e a sensação de dever cumprido. O desembarque será no Aeroporto Regional do Vale do Aço, às 9h20. Atletas, amigos, autoridades, comunidade e funcionários da Usipa irão recebê-la com uma calorosa recepção. O Presidente do clube Sanzio Figueiredo, o Prefeito de Ipatinga Sebastião Quintão, o Vereador Adiel Oliveira, o Secretário Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, além do Secretário Municipal de Ação Social já confirmaram presença.
Segundo o gerente de esportes da Usipa, Nilson Moura de Oliveira, o caminhão de bombeiros estará à disposição da atleta para celebrar o bronze olímpico. “Faremos uma carreata pela cidade. Lucimar estará no caminhão de bombeiros e dois ônibus com atletas do clube irão acompanhá-la. Será um momento festivo! Ela é a primeira medalhista olímpica no Atletismo Mineiro e da Usipa. Merece uma recepção à altura do seu feito!”, afirma Nilson Moura.
Confira a Programação:
9h20 – Recepção no Aeroporto Regional do Vale do Aço;
9h50 – Saída do aeroporto no caminhão de bombeiros (percorrendo os bairros Centro, pela Av. João Valetim Paschoal, Veneza I, Caravelas, Jardim Panorama, Iguaçu, Ideal e Horto.
11h10 – Chegada à Usipa;
11h30 – Coletiva de Imprensa.
Uma carreira vitoriosa
Lucimar, de 43 anos, foi campeã mineira, vice-campeã mundial universitária, brasileira Sub-16 e Adulto. Além disso, conquistou a medalha de prata, correndo os 200m nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg, no Canadá. Ela é ex-recordista sul-americana e brasileira nos 100m, 200m e revezamento 4×100. Também já esteve entre as 12 melhores mulheres do ranking mundial, na prova de 100m rasos.
A redenção
Oito anos após o quarto lugar na prova de Revezamento 4×100, Lucimar irá coroar a sua jornada. A descoberta de dopping das Russas, nas Olimpíadas de Pequim (2008), fez com que a equipe brasileira herdasse o bronze olímpico. “O quarto lugar ficou para trás e a frustração também. Agora é o momento de comemorar! Estou colhendo os bons frutos da minha carreira. Eu sou medalhista olímpica!”, enaltece a atleta.
Você poderá assistir esse momento no Sportv, às 19h55. A emissora de TV por assinatura transmitirá hoje (29), ao vivo, a 18ª Edição do Prêmio Brasil Olímpico.