HMC RECEBE SELO DE QUALIDADE DO COFEN

O Hospital Márcio Cunha (HMC), administrado pela Fundação São Francisco Xavier, recebeu a visita de representantes do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), na última sexta-feira (16), para a entrega da certificação do Selo da Qualidade Cofen, confirmando a excelência na prestação de serviços e em práticas assistenciais prestadas pelo Márcio Cunha.

O selo foi criado pelo Cofen com o objetivo de estimular as boas práticas de assistência, reconhecer o hospital e, especialmente, o trabalho dos seus colaboradores de enfermagem. A certificação visa ainda, valorizar a qualidade nas práticas cotidianas da saúde para obter melhores resultados clínicos, mais satisfação dos profissionais e dos pacientes. O certificado da qualidade está voltado também para duas áreas prioritárias, que são a segurança do paciente e a gestão de risco.

“Os nossos profissionais de enfermagem trabalham salvando vidas diariamente, com foco na excelência, humanização e na segurança. A certificação reflete a nossa busca contínua por melhores resultados e o empoderamento da nossa equipe de enfermagem”, afirma Emmanuel Gomes Correa, gerente de enfermagem do Hospital Márcio Cunha.

HMC é o primeiro hospital do estado a ser certificado

O Hospital Márcio Cunha (HMC) foi o primeiro hospital de Minas Gerais certificado com o Selo da Qualidade do Cofen. Para obtenção do Selo da Qualidade, a Instituição recebeu a visita, no ano passado, dos representantes dos avaliadores dos Conselhos Federal e Regional de Enfermagem e foi avaliada em seis dimensões: Ações Gerenciais Sistêmicas, Estrutura Organizacional, Aspectos Operacionais, Infraestrutura, Gestão de Pessoas e Responsabilidade Social. Cada item foi analisado com notas que vão de um a cinco e atestam a qualidade no cumprimento dos critérios em cada dimensão. O HMC atingiu 94,4% de conformidade nos requisitos avaliados, certificando as boas práticas de enfermagem. Por conta da pandemia, a entrega da certificação do Selo da Qualidade Cofen foi adiada e as equipes receberam na última semana. A certificação tem validade de três anos.

“A certificação confirma a eficiência do trabalho diário desenvolvido pelas equipes e reforça que mantemos as boas práticas no processo assistencial com profissionais que pautam suas ações pela responsabilidade ético-profissional e pela excelência”, completa Emmanuel.