FSFX REFORÇA IMPORTÂNCIA DO ALEITAMENTO MATERNO

Melhor alimento que existe para o recém-nascido, o leite materno fornece todos os nutrientes que a criança necessita, além de anticorpos que irão proteger contra doenças. Por isso, a recomendação é que o bebê se alimente exclusivamente de leite materno nos primeiros seis meses de vida, e após esse período, continue a ser amamentado, até os dois anos de idade ou mais, associado à alimentação complementar. Essa orientação é repassada em todos os hospitais da Fundação São Francisco Xavier (FSFX) e pelos órgãos ligados à saúde infantil, como o Ministério da Saúde, a Sociedade Brasileira de Pediatria e a Organização Mundial da Saúde. E, neste mês que é celebrado o Agosto Dourado, a FSFX reforça a importância desse ato de amor mesmo em tempos de pandemia, quando as mães ficam com dúvidas e anseios.

 

“Mesmo nesse contexto atual de pandemia, a indicação é continuar com o aleitamento materno, pois oferece proteção contra doenças e é a melhor forma de nutrição. A amamentação supera em benefícios todos os riscos de uma possível contaminação. Mães que estão com suspeita ou confirmação da Covid, podem e devem amamentar, redobrando os cuidados e as medidas de higiene”, reforça a pediatra da FSFX, Ana Luiza Barcelos.

 

De acordo com a pediatra, as medidas preventivas devem ser redobradas nesse momento, tanto pela mãe, quanto pela rede de apoio. “É importante salientar que não foi comprovado que o aleitamento materno é uma fonte de transmissão, e não há indicação de suspender a amamentação em nenhum momento. O importante é  usar máscara constantemente, lavar as mãos da forma correta, usar álcool em gel, evitar que o bebê toque a face dos adultos e, uma outra pessoa saudável sem sintomas ajude nos outros cuidados diários do bebê para que haja o distanciamento, durante o período recomendando”, conclui Ana Luiza.

 

O “Agosto Dourado” simboliza a luta pelo incentivo à amamentação, com destaque para a cor dourada que está relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno.