FLASH!

O Dia Mundial da Fotografia é comemorado em 19 de agosto e, para lembrá-lo, o Shopping do Vale promove uma exposição de fotos digitais do fotógrafo Marcelo Pereira, com início no dia 25 de agosto até 10 de setembro na Praça de Eventos do Shopping.

A exposição traz um conjunto de 42 obras de Marcelo, sendo que 12 delas possuem um conceito de capitação sequencial conhecido como foto panorâmica, que possibilita uma visão 180º, revelando uma perspectiva diferente da fotografia.A obra apresenta um conjunto de fotos de diversos lugares de expressão cultural do Mundo (Portugal, Itália, França, Polônia, Inglaterra, Chile, Argentina e Brasil), numa dimensão que não vê obstáculos para revelar outras formas de interpretar a fotografia digital.

A fotografia, segundo Marcelo Pereira, é uma forma de desenhar a vida utilizando a luz como pincel, a natureza como tinta e o filme como tela. É uma forma de imortalizar a magia do momento presente enquanto o mundo segue em uma drástica mutação. A fotografia é testemunha da existência do hoje e a pintar o sonho que gostaríamos de vê-los realizados amanhã. Essa dualidade de expressão não é fugaz, mas tangível e encantadora que moldura uma época em extinção de valores e perpetuadores da arte, completa Marcelo.

Um pouco do fotógrafo

Marcelo Pereira é natural de Ipiranga, São Paulo. Aos 9 anos mudou-se para Ipatinga onde começou a sua carreira cultural atuando no teatro e na dança. Em 1998 ingressou na Comunidade Canção Nova na qual permaneceu por 15 anos. Exerceu diversas funções profissionais pelo Sistema de Comunicação Canção Nova, onde conheceu muitos lugares de expressão cultural do mundo. Em 2001 iniciou sua carreira de fotógrafo em Portugal onde foi se identificando com a fotografia documental ao longo dos anos. E foi aí que nasceu o amor pela fotografia na qual nos é proporcionado hoje um pequeno fragmento do seu patrimônio artístico.

Atuou como Diretor Artístico em produção de DVD Musical e documentários com destaque nos projetos; “Barco a Vela” de Eliana Ribeiro (2009)  e Dunga “Eletroacústico” (2010).

É diretor artístico, diretor técnico, diretor de fotografia, criação em artes gráficas digital (impresso e virtual), publicidade digital, produção, edição não linear, cinegrafista, roteirista, diretor de dramaturgia,  fotógrafo, web site e web designer.

Publicou dois livros de caráter religioso e se prepara para lançar o terceiro ainda este ano em Ipatinga.