ACVA II

FIEMG APRESENTA CAMPANHAS DE COMBATE À PANDEMIA

Conforme apresentado pelo presidente da FIEMG Regional Vale do Aço, Flaviano Gaggiato, a Federação está atuando em três frentes de ação visando contribuir no combate a pandemia.

A primeira delas é arrecadação de verbas para a compra de capacetes Elmo para doar a entidades públicas ou filantrópicas. Cada capacete custa, em média, R$ 1.200,00. O capacete consiste em um mecanismo de respiração artificial não invasivo de baixo custo e reutilizável. A tecnologia de respiração assistida, desenvolvida com o apoio do SENAI do Ceará, pode reduzir em até 60% a necessidade de internação em leitos de UTI. Até agora já foram adquiridas 500 unidades.A destinação deverá ser informada com antecedência e o comprovante da doação deverá ser enviado para o e-mail: lkatina@fiemg.com.br. A conta para depósito é: Banco: 756 – Bancoob / Agência – cooperativa: 3330 – sicoob credifiemg – conta corrente 12.262-9, favorecido – Federação das Indústrias de Minas Gerais – FIEMG, CNPJ 17.212.069/0001-81  

A segunda campanha visa a mobilização para empréstimo ou doação de cilindros de oxigênio que serão enviados para unidades de saúde em situação de emergência no estado de Minas Gerais. A meta é conseguir 2000 cilindros., a FIEMG já conseguiu 726.

 As empresas que puderem contribuir deverão encaminhar e-mail para oxigenio@fiemg.com.br.  

Já a terceira e última, é referente a arrecadação de verbas para a compra de refrigeradores e insumos para a participação na campanha “Unidos pela Vacina”. O objetivo é equipar os municípios mineiros para que estes estejam aptos a receber as vacinas contra a Covid-19. A meta é apadrinhar 275 municípios a princípio. A conta para depósito é: Banco: 756 – bancoob / agência – cooperativa: 3330 – Sicoob Credifiemg – conta corrente 12.262-9, favorecido – Federação das Indústrias de Minas Gerais -FIEMG, CNPJ 17.212.069/0001-81 

Na oportunidade, Flaviano solicitou apoio dos membros da Agenda em mais essa iniciativa.

“Fica o convite não só aos empresários, mas as entidades, pessoa física, e todos que queiram dar sua contribuição. Solicito que quem se interessar pela causa que direcione as doações ao Vale do Aço por meio da FIEMG Regional. O momento é de nos unirmos ainda mais para salvarmos vidas e vencermos essa pandemia. endossou Gaggiato.

Eixos Estruturadores  

Durante o encontro, virtual, que aconteceu nessa segunda-feira, 05/04, foram apresentados também avanços nos seis eixos estruturadores. Em Infraestrutura, Luciano Araújo, atualizou quanto as obras de duplicação da BR-381. O lote 7 foi concluído e a previsão de término do lote 3.1 é dezembro deste ano.

De acordo com o deputado federal Hercílio Diniz, R$63milhões estão previstos via emenda impositiva para conclusão do lote 3.1 aguardando sanção do presidente do executivo, prevista para esta semana.

Já a Pavimentação da LMG 760 segue em ritmo acelerado com a imprimação asfáltica iniciada no dia 31 de março. Tiveram início também, as obras de reforma e ampliação do aeroporto regional com previsão de conclusão em 120 dias, além do estudo de viabilidade do plano diretor do aeroporto que contemplará serviços, investimentos e melhorias para captação de recursos na sua modernização e expansão.

No eixo Saúde, Dr Bruno Nunes reforçou que os projetos estão praticamente paralisados e que todos os esforços estão no combate à pandemia. “Estamos vivendo um colapso no sistema de saúde. Em dias “normais” atendíamos no pronto socorro do hospital  Márcio Cunha cerca de 250 a 300 pessoas, hoje atendemos de 570 a 600 pessoas por dia. Falta Recursos Humanos e os medicamentos do kit entubação também já estão ficando escassos”.

Para o superintendente, a solução está na vacina. “Somente a vacina combaterá essa pandemia. Vacina é ciência, é a nossa maior arma. Não deixem de se vacinar”, conscientizou.

Os eixos Educação e Segurança também estão na medida do possível, dando sequência aos projetos existentes e com perspectivas de novos.

Já no eixo competitividade, o coordenador, Fabrício Fernandes, reforçou que em função da pandemia está desafiador avançar na construção do Projeto de Fortalecimento dos setores do Comércio e Serviço. “É primordial termos ações emergenciais, com foco na retomada das atividades, ressignificação dos modelos de negócios e estratégias de vendas. Modo Sobrevivência”, disse.

No projeto “Fortalecimento do turismo”, foi apresentado a Rota do Cicloturismo e Turismo rural, que consiste em um catálogo com 8 empresas, abrangência de 5 municípios (Timóteo, Marliéria, Dionísio, São Domingos do Prata e Antônio Dias) em 196,3Km de percurso e 43 atrativos na rota. Fabricio informou que esse é um novo projeto do SEBRAE que está em fase final de aprovação, com investimento de R$200mil.

Além do Projeto: “Política de Desenvolvimento para o Vale do Aço” que visa a amplitude para serem alocadas e realizadas ações relevantes para o eixo e ações para o fortalecimento do setor metalmecânico do Vale do Aço.

No eixo Sustentabilidade, Venilson Vitorino, atualizou quanto ao projeto “Fortalecimento de representatividade do Vale do Aço no cenário político nacional”. O objetivo é ampliar o diálogo baseado em transparência e informações qualificadas, que possibilitará o desenvolvimento crítico e participação da sociedade no processo de decisão política.

Outro projeto é referente ao “Processo de governança através de observações estratégicas”, por meio da criação e disponibilização de uma página no site da Agenda de Convergência que será a ferramenta de repositório de conhecimento didático e interativo, possibilitando acompanhar os projetos estruturantes dos Grupos Técnicos.

O projeto “Recuperação e Preservação de Recursos Hídricos” está em discussão e visa a análise da sinergia com projetos que estão inseridos no Eixo Infraestrutura com a integração da política de saneamento básico na região metropolitana do Vale do Aço, garantindo segurança hídrica, saúde e qualidade de vida em consonância com o PDDI.

Uma boa notícia para o turismo no Vale do Aço é a aprovação de R$ 93.141,600,00 para o Desenvolvimento do Parque Estadual do Rio Doce. De acordo com o gerente do PERD, Vinícius Moreira, um plano de trabalho foi elaborado e descreve onde e como serão aplicados os recursos; será feita também uma contratação qualificada de uma OSCIP, para fazer a gestão da implementação do Plano de ação com previsão de 5 anos; ficando acordado que a Agenda de Convergência fará o acompanhamento e divulgação dos relatórios de gestão emitidos pelo IEF e OSCIP a cada 3 meses.

Informações sobre os projetos da Agenda de Convergência do Vale do Aço acesse www.agendadeconvergenciamg.org.br

Compartilhe com um amigo

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Agenda de convergencia
Cenibra
Sindcomércio Vale do Aço
AAPi
WR
Unimed
Usiminas
Cenibra 02
Usisaude 2
Usisaude 1
Usisaude 3