EPILEPSIA: FAMOSOS QUE TÊM E LEVAM A VIDA EM FRENTE

No dia 26 de março comemora-se o Dia Roxo, criado em 2008 para a conscientização da epilepsia, doença de cerca de 2% da população mundial

influenciadora digital Camila Coelho, 31, revelou em uma entrevista à revista People que foi diagnosticada com epilepsia aos nove anos. “Estava brincando com uma amiga e de repente senti minhas mãos se fechando —meus dedos, um por um”, lembrou. Camila contou que a amiga achava que ela estava brincando. “Então me lembro de ter desmaiado. Quando acordei, ouvi minha mãe dizendo: ‘Camila, você está bem? Apenas fale comigo’. Eu queria responder, mas não consegui”, disse. O diagnóstico a fez tomar remédios diariamente, para controlar as convulsões. Até que, aos 14 anos, ela se sentiu insegura e interrompeu o tratamento. “Eu me senti diferente e não aceitei. Por que tenho que tomar remédio todas as noites? Por que não posso beber?”. Ao parar com o remédio, Camila sofreu uma convulsão na frente de toda a escola. “Foi o dia mais terrível da minha vida. Eu me senti culpada. Eu me senti idiota. Não é como se eu realmente quisesse beber ou festejar. Foi só que essa coisinha me fez sentir diferente”, disse. Depois do episódio, ela nunca mais parou de tomar o medicamento. “Eu tenho esse medicamento que pode tirar minhas convulsões. Eu sei que muitas pessoas, mesmo tomando a medicação, ainda as têm. E há pessoas no mundo que têm doenças muito mais graves, então por que estou reclamando? Desde então, sou grata pela minha vida todos os dias”

 

Veja mais em https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/02/06/camila-coelho-revela-que-tem-epilepsia-conheca-doenca-e-seus-tipos.htm?cmpid=copiaecolahttps://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/02/06/camila-coelho-revela-que-tem-epilepsia-conheca-doenca-e-seus-tipos.htm?cmpid=copiaecola