ENTREVISTA DE DR. ANDERSON MARRA PARA A REVISTA CHIQUE!

’Eu gosto de estudar, aprimorar, contribuir, entender a Odontologia como um todo. Ela é uma ciência que vai muito além de reabilitar falhas dentárias, onde se trabalha função das estruturas envolvidas e estética de toda a face, dando-nos ainda a condição de devolver autoestima ao paciente.”

No último dia 2 de outubro Anderson Marra fez 47 anos. Nascido e criado em Coronel Fabriciano, veio de uma criação muito simples e humilde. “Sou filho único, e talvez por isso meu pai conseguiu me formar”, relembra. A mãe, Dona Olímpia, professora, ele perdeu quando tinha 20 anos. Do pai, Sr. José Martins Pereira, conhecido como Sr. Zezinho, que trabalhou praticamente 50 anos na área de radiologia nos então Hospital Nossa Senhora do Carmo e Hospital Acesita, hoje Unimed e Vital Brazil respectivamente, ele diz ter herdado o dom para a área da saúde. Quando adolescente, ainda não tinha certeza quanto ao curso, mas sabia que seria na área de ciências biológicas. Acabou optando pela Odontologia, em que se formou em 1996.

“São 24 anos de formado”, comemora. “Comecei trabalhando nas prefeituras de cidades pequenas, como Antônio Dias. Muitas vezes sem estrutura, sem instrumentais adequados, sem material de consumo necessário para o procedimento.

Essa foi uma época muito importante, pois combatíamos a odontologia ultrapassada, que ainda pregava a extração como única opção de tratamento em casos de pacientes com dor, mesmo em crianças e jovens. Às vezes o próprio pai ou mãe pedia. Foi quando comecei a trabalhar meu lado humano, porque o profissional que não trabalha esse lado não chega a lugar nenhum”, ensina. “Vou além: Se você escolheu uma profissão em que vai tratar da saúde das pessoas, terá que ser 50% profissional e 50% humano. Não adianta ser o melhor especialista em determinada área e não conversar, não ouvir, não procurar estudar e entender o paciente de uma forma geral, mesmo porque grande parte deles chegam inseguros, com medo, vergonha e traumatizados com tratamentos dolorosos e frustrados.”

“Há algumas décadas, um mesmo profissional fazia todos os procedimentos odontológicos. São muito criticados hoje, mas, graças a eles, muitos dentes naturais foram preservados e muito sorriso foi conservado. Hoje temos condições de corrigir e melhorar o que |á foi feito.”

Anderson conquistou sua independência financeira logo depois de formado. Trabalhou muito e economizou para ingressar na pós-graduação. “Quando recebemos o diploma, muitos dizem que é o fim. Pra mim é o início. É quando você começa a construir sua identidade professional, se identificar com a especialidade que mais gostou. Muitos se frustram escolhendo a especialidade errada, às vezes por ser mais rentável, às vezes por um equívoco na avaliação da aptidão…Pra mim todas as especialidades são fundamentais. Acertei o curso e a especialidade”, comemora.

FOCO, TRABALHO, ESTUDO E DEDICAÇÃO À FAMÍUA

A CHIQUE! é de mostrar exemplos, e Anderson quer divulgar o que conquistou a serviço da população: “Tenho hoje uma clientela grande e fidelizada. Na minha especialidade, implantodontia, consigo realizar o que há de mais moderno, desde o planejamento, onde trabalhamos com tecnologia digital, até a execução do tratamento proposto. Disponibilizo, na minha equipe, de um médico anestesista que me acompanha durante as cirurgias, proporcionando mais segurança e conforto para os pacientes. Porém, senti falta de atender meu paciente na odontologia como um todo, nas demais especialidades. Comecei a estudar como montar uma equipe multidisciplinar, que realizasse todos os procedimentos odontológicos que o paciente precise. Montei uma estrutura profissional, um corpo clínico com especialistas em praticamente todas as áreas da odontologia. Há mais de 10 anos, tive então a oportunidade de montar a primeira clínica, em uma parceria com o Sinttrocel (Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Coronel Fabriciano). Logo após, outra em Ipatinga, posteriormente montamos uma clínica em Timóteo, e agora a maior delas, a Odontocel do centro de Coronel Fabriciano, onde funcionou o antigo cinema, em frente à praça Louis Ensch, próximo à prefeitura.

Atendemos pacientes particulares e de convênios, temos todas as especialidades, trabalhamos com agilidade, conforto, privacidade e, principalmente, qualidade, quesito que mais prezo. Oferecemos desde atendimento infantil até harmonização facial (aplicação de botox, preenchimento facial), passando por ortodontia, cirurgia, periodontia, endodontia, reabilitação oral e claro, implantodontia”, celebra.

OLHO

“Às vezes saio em viagens de lazer, mas sempre levo artigos sobre odontologia pra estudar, é muito gratificante trabalhar verdadeiramente com o que você gosta. Torna-se uma realização dupla: pessoal e profissional”.

 

LORENA E LORENZO

“0 fato de ter perdido minha mãe muito cedo, não ter familiares aqui (apenas meu pai), sempre com esse enfoque de estudar, trabalhar, correr atrás, me fez sentir muito sozinho, sem um apoio, sem uma referência, sem alguém pra compartilhar alegrias e tristezas, sem ter uma pessoa que por quem eu pudesse fazer.

Lorena chegou em minha vida como um verdadeiro presente de Deus. Superou tudo que alguém pode sonhar em ter como esposa, companheira, amiga, conselheira. Realmente é minha outra metade que faltava.

O Amor da Lorena, o carinho, o cuidado, a religiosidade, a cumplicidade, o apoio e a força que ela me transmite são tão importantes que não sinto a idade, o tempo passar, não sinto dor física por mais que trabalhe, não sinto pressão, nem cansaço físico ou mental.

Lorena me anestesia com amor. Nesse tempo que passei sozinho Deus preparou uma pessoa especial pra mim. Juntos há mais de 20 anos, a cada dia aprendo mais. Lorena é impecável como esposa, mãe, dona de casa, além de uma profissional dedicada e com um lado humano maravilhoso, basta lembrar da forma como trata nossos funcionários, até o que desempenha o papel mais simples é distinguido por ela.

A força de vontade daquela menina é impressionante, vem da Fé. E graças a essa Fé ela conseguiu realizar nosso maior sonho, o Lorenzo, que veio depois de muitas dificuldades, tentativas e tratamentos pra que esse sonho se tornasse realidade. Hoje, chegar em casa depois de um dia cansativo, mas ver aquele serzinho com os olhos brilhando e me esperando pra brincar, me faz sentir a pessoa mais feliz desse mundo.”

HOBBY

Como a vida não pode ser feita apenas de trabalho, temos que ter um passatempo sadio. Hoje tenho um Fiat 147, um dos carros que eram desejo quando eu era criança. Cuido dele com todo carinho.”

 

FUTURO

“Como pai de família, junto com Lorena, criar da melhor forma possível o Lorenzo, dar os melhores ensinamentos, os valores principais como educação, respeito, estudo. A vantagem de termos sido pais mais maduros é que aprendemos com família e amigos, erros e acertos pra tentar cria-lo da melhor forma, nunca esquecendo que o primeiro caminho a trilhar são os ensinamentos de Deus.

Pelo lado profissional, quero fazer acontecer tudo para o qual me preparei, estudei, organizei, construí, desenvolvi. Quero continuar colocando em prática, com a equipe e estrutura que montei, além do staff funcional um atendimento qualificado ao meu paciente, seja qual for a especialidade.

Graças a Deus, nossa equipe é super unida, quase uma família.

Anderson sempre se emociona ao falar dos pacientes: “Quando fazemos o bem, o melhor fica em nós, ainda que o paciente fique muito feliz.

Meu trabalho envolve a parte funcional, a parte estética, a autoestima, o belo natural. É muito gratificante’, finaliza.