EM CARTAZ, A 19ª EDIÇÃO DO FESTIVAL DA CRIANÇA

Já virou tradição no Vale do Aço. Outubro é o mês do Festival da Criança, projeto que completa este ano 19 edições. Com essa longevidade é sempre muito esperado pelas escolas e entidades da região e de outras localidades pela programação diversificada que apresenta e por contribuir com a ampliação do repertório cultural, bem como com a formação de público para o teatro.

Nesta edição o projeto reúne grupos de Timóteo, Ipatinga e Belo Horizonte numa programação que promete encantar o público do Vale do Aço. De terça-feira, 08 de outubro, até o sábado, 12 de outubro serão realizadas 10 apresentações, no teatro do Centro Cultural Usiminas e teatro Zélia Olguin.

Agendamento escolar e para a família

Para as escolas do Vale do Aço são oferecidos 08 ( oito) espetáculos com entrada franca, de terça a sexta, mediante agendamento escolar. Cerca de 5.000 crianças do Vale do Aço já estão agendadas para as apresentações.

Para a família o projeto realiza uma apresentação às 19h, da quarta-feira, dia 09 de outubro, A Patinha Feia, também com entrada franca, mediante retirada de ingresso na bilheteria do teatro. Quem comparecer ao espetáculo, caso queira, pode participar da campanha ingresso solidário, doando 1 kg de alimento não perecível.

Abre as apresentações desta edição o espetáculo De Toda Cor, com o Ecoar Espaço Cultural ( Ipatinga), no dia 08 de outubro às 09 e 14h30, no Centro Cultural Usiminas. De Toda Cor narra à história de uma menina com vitiligo que sofre preconceito. Cansada de ouvir apelidos maldosos na escola e de não receber a devida atenção dos pais, sai em uma jornada à procura de um mundo onde tudo e todos sejam iguais.

Na quarta-feira, 09 de outubro, a Sportplay Produções, de Belo Horizonte, apresenta A Patinha Feia em dois horários: às 14h30 com agendamento escolar e às 19 horas voltado para toda a família, conforme já citado. O musical, indicado a oito categorias no Prêmio COPASA/SINPARC 2019 nas categorias Criação de Luz, Cenário, Figurino, Atriz Coadjuvante, Ator Coadjuvante, Atriz, Direção e Espetáculo é uma adaptação do clássico de Hans Christian Andersen.

Traz à tona a temática do bullying, uma das principais preocupações da infância contemporânea. Na história, uma patinha que após nascer de uma ninhada de patinhos por engano, passa a sofrer rejeição pelos outros bichos por ser diferente dos outros patinhos recém-nascidos. Em sua saga, a patinha começa aos poucos a encontrar sua verdadeira essência.

Presença garantida também de Dona Baratinha, que espera pela criançada no teatro Zélia Olguin, no bairro Cariru, às 09 horas dos dias 09 e 10 de outubro. De acordo com o elenco do DaMa Espaço Cultural, de Timóteo, Dona baratinha está com tudo e muito prosa: achou uma moedinha, tem dinheiro na caixinha, um anel de diamantes e sete saias de filó. E anda querendo achar um pretendente para se casar.

Quem também marca presença na programação é Chapeuzinho Vermelho, que chega ao Centro Cultural Usiminas nos dias 10 (14h30) e 11 de outubro ( 09 e 14h30) com o elenco do Espaço Cultural Casa Laboratório (Ipatinga). Baseado no clássico de Charles Perrault  narra às aventuras de uma menina que um belo dia recebe de sua mãe uma grande missão: atravessar o bosque e levar para sua vovozinha uma cesta com doces e bolos. Na estrada Chapeuzinho recebe a visita inesperada do lobo mau e faz com que a menina se perca no caminho.

12 de outubro – Dia da Criança

Para o dia 12 de outubro o Festival da Criança convidou uma banda muito especial, que promete levar o público ao delírio com sua performance: é o espetáculo Armatrux, A Banda. Para este espetáculo os ingressos estão à venda na bilheteria do teatro a R$ 10,00 ( meia-entrada) para quem participar da campanha ingresso solidário, doando 1 kg de alimento não perecível no dia do espetáculo. O valor da inteira é R$ 20,00.

O XIX Festival da Criança utiliza os benefícios da Lei Estadual de Incentivo à Cultura. O patrocínio é da Usiminas, com apoio do Instituto Usiminas e Panorama Tower Hotel. Realização do Governo de Minas Gerais e Marilda Lyra, com produção de Claudinei de Souza.

 

Contatos: Marilda Lyra (31) 99966 4166