A health worker manipulates a dose of the Coronavac vaccine at a drive through vaccination center at the Sambodrome Rio Carnival venue, in Rio de Janeiro, Brazil, on February 6, 2021. - Brazil's regulators gave conditional approval for Sinovac Biotech Ltdís shot, CoronaVac,  clearing the way for general use. Elderly and at risk members of the population have been given priority. (Photo by CARL DE SOUZA / AFP)

E O QUE O CINTO DE SEGURANÇA TEM A VER COM A VACINA CONTRA COVID?

Tem a ver TOTAL! Pelo efeito Peltzman se explica por que muitas pessoas foram infectadas com o vírus Corona após serem vacinadas.

* O que é o efeito Peltzman? *

Sam Peltzman ensinou microeconomia em Chicago em 1988. O Efeito Peltzman é uma teoria que afirma que as pessoas são mais propensas a se envolver em comportamentos de risco quando medidas de segurança são obrigatórias. O Efeito Peltzman tem esse nome em homenagem à postulação de Sam Peltzman sobre a obrigatoriedade do uso de cintos de segurança em automóveis – isso levaria a mais acidentes. A PERCEPÇÃO DE SEGURANÇA AUMENTO O APETITE AO RISCO.

Os fatos conhecidos:

1. A imunidade contra a Covid 19 não aumenta imediatamente após a primeira dose ou mesmo imediatamente após a segunda. A imunidade completa leva algumas semanas após a segunda dose.

2. A imunidade não é absoluta. Mesmo após a vacinação completa, uma pessoa pode se infectar. Sua chance de morrer ou pegar uma infecção grave que requeira hospitalização será substancialmente menor.

3. Nem todas as vacinas funcionam da mesma forma. A eficácia varia.

4. Nem todas as vacinas são eficazes contra todas as variantes. Muitas vacinas são menos eficazes contra o B1.351 (a variante sul-africana), por exemplo.

Agora, o que é esse efeito Peltzman? E por que é importante saber disso?

O efeito Peltzman significa UM COMPORTAMENTO QUE COMPENSA O RISCO PERCEBIDO. Em outros termos, AS PESSOAS SE TORNAM MAIS CUIDADOSAS QUANDO SENTEM UM RISCO MAIOR E MENOS CUIDADOSAS QUANDO SE SENTEM MAIS PROTEGIDAS.

Isso significa que as vacinas estão dando uma sensação de segurança que leva a um aumento do comportamento de risco.

Mas o problema é que, embora as vacinas não forneçam proteção imediata ou proteção total (contra a infecção como contra a morte), a sensação de segurança infelizmente começa muito mais cedo, antes mesmo da injeção real. E o efeito Peltzman entra em ação: as pessoas usam máscaras com menos cautela, não se distanciam assim que chegam aos postos de vacinação.

O efeito Peltzman de fato começou para a maioria das pessoas antes mesmo de elas tomarem a vacina. Muitas pessoas se sentiram protegidas só de olhar para os números da vacinação. O uso de máscara, distanciamento social e higienização das mãos têm se tornado cada vez menos. Embora isso seja atribuído principalmente à fadiga pandêmica, o efeito Peltzman não pode ser ignorado.

Embora esse comportamento seja perigoso para o público em geral, pode ser desastroso para profissionais de saúde que lidam diretamente com pacientes da Covid 19. Muitos deles podem se infectar na segunda onda atual, prejudicando os serviços de saúde.

O efeito Peltzman também é evidente no declínio drástico no uso de kits de PPE pelos profissionais de saúde.

É importante vacinar a maioria das pessoas em risco. Mas também é importante estar atento ao efeito Peltzman e ter mais cuidado até que o efeito da vacinação nos aproxime da imunidade de rebanho.

Aqui está um exemplo definitivo em que espalhar a consciência salvará vidas.

Compartilhe com um amigo

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Agenda de convergencia
Cenibra
Sindcomércio Vale do Aço
AAPi
WR
Unimed
Usiminas
Cenibra 02
Usisaude 2
Usisaude 1
Usisaude 3