DEUS NOS SALVE!

Esta é uma segunda-feira de cinzentas tristezas por sabermos num mundo sem fronteiras para o medo. Eu, que sempre achei que vivíamos num purgatório, queimando nossos pecados e sobrevivendo entre a luz e as trevas da barbárie humana num país de desigualdades absurdas, acabo de descobrir que o inferno pode ser onde se quer céu. Morar em Paris, viver na Europa, quem não quer? Queria… as últimas notícias de lá dão conta que o terror pode vir a todo instante, através do seu vizinho de porta.