DE ONDE VEM A FORTUNA DO MARIDO DA MARINA RUY BARBOSA?

Campinas (SP) foi palco, neste final de semana, do que está sendo chamado de o casamento do ano, que uniu a atriz Marina Ruy Barbosa e o empresário-herdeiro Alexandre Sarnes Negrão.

As pompas das núpcias vieram do cacife da família do noivo Xandinho Negrão: embora sejam mais conhecidos por sua atuação no automobilismo, os Negrão fizeram fortuna com a indústria farmacêutica.

Nos anos 1990, o pai do noivo, Alexandre Funari Negrão, assumiu o pequeno laboratório fundado pelo avô em Campinas (SP) nos anos 1930 e o transformou na maior indústria de medicamentos genéricos do país. Rebatizada de Medley, a empresa se transformou em case e atraiu o interesse do laboratório francês Sanofi, que em 2009 comprou a companhia por US$ 664 milhões. Pela cotação da época, a cifra equivalia a R$ 1,5 bilhão – hoje, seriam cerca de R$ 2 bilhões.

Conhecido como Xandi Negrão, o pai do noivo (também piloto de Stock Car) teria embolsado cerca de R$ 1 bilhão – o restante do valor do negócio foi destinado ao pagamento de dívidas.

Já nesta época, a Medley patrocinava as equipes do empresário e do seu filho na Stock Car, principal categoria do automobilismo brasileiro.

A família também era dona de um dos raros jatos Global 5000 que então voavam no Brasil. A aeronave era uma das maiores em uso no país e na época estava avaliada em US$ 50 milhões.

Outra regalia dos Negroni eram residências luxuosas na Europa – uma delas, na Sardenha (Itália), além de uma mansão em Paraty,  no Rio de Janeiro.

Atualmente, a família Negrão é dona da Conforto, uma das maiores fazendas independentes de confinamento do País (não vinculadas a frigoríficos). Localizada em Goiás, a propriedade tem cerca de 150 mil animais. Negrão também é sócio majoritário da Aeris Energy, fábricante de pás para aerogeradores de usinas eólicas.