ATA-ME

O tempo está propício para amarrações. Elas podem vir dos tecidos aos lenços no pescoço, tão 70′ s, passando pelas atualíssimas “gravatinhas” que Kate Moss ana, e podem vir de análises que compartilham igualdades e … amarram desigualdades no fundo do poço das vaidades… Prefiro amarrar-me em tecidos fluidos e macios, tão aconchegantes…

Mas, se você quer inspiração, eis aqui, só pra não dizer que não falei de flores.