APERAM: TENDÊNCIAS E DESAFIOS

O encontro da imprensa com o presidente da Aperam, acontecido ontem no modo on-line, foi uma oportunidade para Frederico Ayres mostrar o posicionamento da siderúrgica diante não só da pandemia que assola o mundo, mas do que será daqui para diante. Porque estamos com o PIB em 5% negativo, e é preciso reverter esse quadro.

Nos estudos realizados, ficou claro, inclusive, que o Brasil não teve nenhum desenvolvimento de consumo de aço – e isso vem acontecendo desde os anos 80 -, mas é um mercado em potencial. E que o aço inox, por sua multiplicidade de aplicações, compensa as perdas de um produto com a elevação de outros, basta ouvir o mercado.

As medidas tomadas diante da pandemia estiveram no patamar das prioridades, e tudo foi se adequando conforme as exigências das autoridades sanitárias. Frederico inclusive salientou que suas idas e vindas à Europa para reuniões – dez por ano – de agora em diante serão on-line, sem perda de conteúdo, conforme se experimentou nesse ano.