APERAM AMPLIA CONTEÚDO CULTURAL ONLINE COM COMÉDIA NESTE SÁBADO

Neste sábado, dia 16, quem gosta de uma boa comédia pode ficar de olho no Youtube da Aperam, para conferir o espetáculo teatral “A mulher que vendeu o marido por R$ 0,99”. A iniciativa faz parte do projeto Aperam Bem Maior, viabilizado pela Fundação Aperam Acesita, que vem realizando ações de fomento à cultura local, que neste momento está fortemente impactada pela crise do Covid-19.

A peça, produzida pelo Espaço Cultural Casa Laboratório, promete muitas risadas com essa história que ressalta as tradições populares, fazendo uma verdadeira viagem musical pelo imaginário popular brasileiro. A personagem Côca vive oprimida pelo marido Daminhão que além de preguiçoso, é oportunista. Ao receber a visita de uma vidente, que lhe revela um grande segredo, a história muda de rumo e para se safar e se vingar dele ela abraça a missão de vender o marido na feira da cidade.

Para João Carlos Cardoso, diretor artístico do grupo, essa parceria com a Aperam é uma oportunidade de fortalecimento dos vínculos com a comunidade onde eles estão inseridos. “Temos acompanhado os desdobramentos do projeto Aperam Bem Maior, que vem contribuindo não só com doações e ações solidárias na região, mas também com o fomento da cultura. Por trás do entretenimento, esta parceria reconhece os esforços dos artistas locais para manter suas atividades diante do atual cenário, em que todos os espaços culturais estão fechados” ressalta Cardoso.

A peça, que traz no elenco os atores Daniela Alves, Chrika de Oliveira, Diego Martins, Filipe Fernandes, Mari Antonaci, Edvânia Oliveira e Rômulo Amaral, ficará disponível gratuitamente no Youtube da Aperam (@aperamnobrasil) a partir deste sábado, dia 16, às 19h.

Sobre o Aperam Bem Maior

Criado pela Aperam, juntamente com a Fundação Aperam Acesita, o projeto atua em frentes distintas, contribuindo com a arrecadação de recursos para ajudar no atendimento das necessidades emergenciais da comunidade, ações voluntárias, geração e disponibilização de conteúdo cultural para o público e outras ações internas que motivem a solidariedade. Os esforços serão direcionados ao atendimento de instituições de saúde, sociais, e até mesmo de empregados da empresa e seus familiares. O objetivo é criar regionalmente uma corrente do bem, buscando formas para amenizar as dificuldades causadas pelo Coronavírus (Covid-19), estimulando internamente os empregados, assim como outros membros da comunidade, a contribuírem com aquilo que estiver ao alcance.