ACESSO AO HMU PELA BR-381: PREFEITO DE FABRICIANO GARANTE

As tratativas para construção do acesso ao Hospital Metropolitano Unimed, por meio do anel rodoviário na BR-381 no Vale do Aço, tem avançado. Nesta semana, durante evento, o prefeito de Coronel Fabriciano, Dr. Marcos Vinícius Bizarro, garantiu que a administração já está dando andamento ao projeto, que deve sair até o fim de 2020.

“Foi um comprometimento que fiz com a Unimed Vale do Aço lá em 2016 e que estou negociando com a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT). Entendo que a cooperativa é uma das geradoras de emprego e de receita de Coronel Fabriciano, então essa administração fará tudo o que puder para que a Unimed continue crescendo, o nosso objetivo é ajudar”, afirmou o líder do executivo.

Ainda, de acordo com o prefeito, a construção do acesso beneficiará não apenas o corpo clínico, colaboradores e usuários dos serviços prestados pelo HMU, mas toda a população daquela localidade. “No passado, ao construírem o anel rodoviário, Coronel Fabriciano e Timóteo ficaram isolados, e isso prejudicou as duas cidades em vários sentidos, principalmente no aspecto econômico. Essa obra só tem a acrescentar tanto para os municípios, no que diz respeito ao desenvolvimento, quanto pela questão de ser mais uma via ligando as cidades a BR-381. Queremos algo moderno, seguro e que facilite o trânsito, com alças bem elaboradas. Já existe um projeto e estamos em diálogo com a diretoria da Unimed para trabalhar uma maneira de construir esse acesso sem prejudicar a população local com o aumento do fluxo de veículos”, acrescentou o prefeito.

O HMU foi construído em uma área estratégica, bem no centro do Vale do Aço. A unidade de saúde está há menos de 1 km do anel rodoviário da BR-381, porém, com a ausência de vias pavimentadas e seguras, é preciso tomar trajetos mais longos para chegar ao local. Com a implantação do acesso, será possível fazer o percurso do hospital ao centro de Ipatinga em cerca de 10 minutos.

O diretor de Provimentos de Saúde da Unimed Vale do Aço, e médico cooperado, Dr. Érico Fantini, falou do desenvolvimento social que a cooperativa promove. “A Unimed Vale do Aço, como o próprio prefeito disse, é uma âncora em Coronel Fabriciano, que incentiva e apoia o desenvolvimento local. Com a construção desse acesso, toda a população no entorno será beneficiada e esse é o objetivo da cooperativa. Fomentar não apenas o seu próprio desenvolvimento, mas também o da região. O HMU tem uma ação social enorme, por ser a segunda maior empregadora do município. A sua construção também trouxe para os cidadãos do bairro Mangueiras e Santa Terezinha mais acesso ao transporte público, a segurança, uma vez que há, dentro de nossas instalações, um posto da Polícia Militar, e em breve trará também um acesso rodoviário, valorizando a região e dando visibilidade”, destacou.

O HMU, que completa cinco anos de operação em novembro de 2020, manteve a certificação Nível 2, Acreditado Pleno, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). O Hospital é estruturado com 110 leitos de internação, 10 leitos de UTI, 8 salas cirúrgicas e Pronto Atendimento. Em 2018 foram mais de 8 mil internações, cerca de 67.500 atendimentos, além de mais de 300 mil exames laboratoriais.