AAPI REFORÇA IMPORTÂNCIA DO DIA DO IDOSO

  • Em virtude da pandemia causada pela COVID-19, associação não promoverá ações que possam causar aglomeração de pessoas

Estabelecido pela ONU – Organização das Nações Unidas, o Dia Internacional do Idoso (1/10), é uma oportunidade para que as pessoas lembrem que a idade chega para todos, e que, com ela, novas dificuldades surgirão. A AAPI, Associação que reúne Master (aposentados e pensionistas) e Premium (mais de 18 anos, trabalhador da ativa), faz o possível, para que seus associados possam envelhecer com melhor qualidade de vida.

No Brasil, a data também relembra a implementação do estatuto do idoso, que garante direitos e maior proteção, liberdade e respeito. O perfil das pessoas nesta faixa de idade passou a ser mais ativo e saudável, devido à preocupação com a saúde desde cedo e o envelhecimento bem sucedido.

Em termos, a qualidade de vida na melhor idade está associada à vida ativa: a busca por hábitos saudáveis como atividade física, alimentação saudável; e a manter a mente estimulada com novas atividades. Outro fator associado à qualidade de vida na terceira idade são as relações sociais, e é isso que acontece na AAPI, onde o ambiente e a convivência salutar entre os associados, faz da associação uma grande família.

Atividades na AAPI   

Na AAPI, são desenvolvidas atividades como projeto bem viver, oficinas e cursos gratuitos, terapia em grupo, dentre outros, voltadas à participação dos associados da melhor idade. Anualmente e alternados na Semana do Aposentado – SEMAP, são realizados ciclos de palestras no Congresso do Aposentado e da Pessoa Idosa – CONGAPI e no Fórum do Aposentado e da Pessoa Idosa – FORAPI, sempre trazendo temas que contribuem sobremaneira para um envelhecimento com qualidade.

  Qualidade de vida

De acordo com o Ministério da Saúde, os idosos representam 14,3% dos brasileiros, ou seja, 29,3 milhões de pessoas. E, em 2030, o número deve superar o de crianças e adolescentes de 0 A 14 anos. Em sete décadas, a média de vida do brasileiro aumentou 30 anos, saindo de 45,4 anos, em 1940, para 75,4 anos, em 2015.

O Brasil, que já foi considerado o país dos jovens, tem atualmente mais 14 milhões de idosos. Em 20 anos, o País será o sexto no mundo com o maior número de pessoas idosas. O dado serve de alerta para que o governo e a sociedade se preparem para essa nova realidade não tão distante.

Na AAPI o cenário não é diferente, atualmente a associação possui em seu quadro de ativos aproximadamente 16 mil associados com idade acima dos 60 anos. Após as mudanças nas regras da aposentadoria a entidade apostou na adesão dos trabalhadores da ativa na categoria premium, para garantir perenidade e independência de suas ações em favor dos seus associados.