A PALAVRA É: HYGGE

O chamado “hygge” é um conceito 100% dinamarquês: dizem que ele torna os lares mais quentes e as pessoas mais felizes. Mas o que exatamente é o ? E, o mais importante: é possível exportá-lo para outros países? Se perguntarmos a um dinamarquês o que é o (pronuncia-se “hu-ga”), ele poderia responder que é “sentar em frente a uma lareira em uma noite fria, com um confortável pulôver de lã, uma caneca de vinho quente e fazendo carinho em seu cachorro”. Ou ainda comer biscoitos de canela feitos em casa, assistir TV debaixo de um edredom, tomar chá em uma xícara de porcelana na reunião de família do Natal.

No Brasil, eu diria que seria como estar com os pés na areia, olhando para o mar…

Hygge muitas vezes é traduzido como “acolhedor” ou “aconchego”. Mas os entendidos dizem que é muito mais do que isso: é uma atitude perante a vida, que ajudou a Dinamarca a superar a Suíça e a Islândia no ranking global de felicidade. Assim como ‘saudade’, hygge é uma palavra de difícil tradução. Funciona melhor quando não há um espaço vazio grande demais em torno da pessoa.

A ideia é relaxar e se sentir “em casa” tanto quanto for possível, esquecendo as preocupações da vida.

( Com http://diversao.terra.com.br/)